Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/institutolobo/public_html/mbeatrizlobo/wp-content/plugins/facebook-import-comments/classes/FacebookCommentImporter.php on line 185

O Custo da Política Brasileira! Post 42

by Maria Beatriz Lobo - março 15th, 2012.
Filed under: Assuntos Gerais e Atualidades, Mundo social e político. Tagged as: , , , , , , .

Honestamente, não sei até quando o povo vai aguentar calado o desmando da política brasileira em todos os níveis. Assuntos que há 15 ou 20 anos jamais sairiam na imprensa sem causar furor, hoje aparecem como a coisa mais natural do mundo, como, por exemplo, o fisiologismo, a troca de votos por liberação de verbas e até mesmo o loteamento partidário de ministérios e estatais!
Se algum ministro cai (ou melhor, “pede para sair”) parece que tudo que havia de denúncias desaparece junto com ele. Se o que digo não for verdade, infelizmente as coberturas na imprensa e os processos na justiça não provam com clareza o contrário.
Sai ministro, entra o amigo do mesmo partido, ou seja, jamais as denúncias serão rigorosamente apuradas e nunca, nunca o dinheiro desviado aparece! Mesmo quando há processo e condenação, o dinheiro fica lá, para a regalia de quem o surrupiou. Não vejo que se faz muita coisa contra isso (até podemos fazer, por meio do voto, mas quem se apresenta hoje como candidato que seja realmente diferente?), mas a sociedade poderia, pelo menos, repudiar e agir com veemência em alguns casos emblemáticos: contra o aumento de vagas para as Câmaras e Assembléias Legislativas (sério, para que precisamos de mais vereadores, deputados etc?), ou sobre os custos que cada político representa para o erário, ou seja, para nosso bolso.
É preciso espalhar por todos os cantos informações e dados claros de quanto custam os parlamentares em outros países mais avançados e com a economia grande como a nossa, (ex: Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra, França, Itália etc), quantos funcionários tem e os salários e verbas que possuem para cumprir com suas obrigações. Seria um bom choque de realidade!
Também deveríamos fazer algo para extinguir o político de um cargo só, ou seja, quem quer fazer carreira política pode ter só uma reeleição para o mesmo cargo, ou seja, não pode passar 20 anos no Senado, ou na Câmara, etc.
Pode-se até renovar as casas legislativas paulatinamente, cerca de metade das vagas a cada eleição, para manter a experiência dos que ficam com os ímpetos de quem chega.
Outro ponto: nos poderes legislativo e executivo só valeriam, após a reeleição permitida, eleições que representem uma ascendência do candidato, ou seja, não pode chegar a ser presidente e depois voltar a ser prefeito, governador, etc. Se chegou a senador, não volta a ser deputado, não é?
Resumindo: se for bem, avança; se não for, vai procurar outra fonte de renda.
Assim, abrem-se as portas para outras pessoas que não tem a máquina do governo na mão, nem as verbas pagas pelo contribuinte para financiar sua eleição, de moda a arejar a política. Com tantos habitantes, chega de concentrar tudo na mão de tão poucos por tanto tempo!
Isso não é para abater especificamente esse ou aquele partido ou político, mas para que possamos, minimamente, dar um passo em direção ao equilíbrio e ao bom senso para readquirirmos confiança no processo político.

Deixe seu comentário!

This blog is protected by Dave\\\\\\\'s Spam Karma 2: 243908 Spams eaten and counting...