Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/institutolobo/public_html/mbeatrizlobo/wp-content/plugins/facebook-import-comments/classes/FacebookCommentImporter.php on line 185

Luxo ou Higiene? (Post 39)

by Maria Beatriz Lobo - fevereiro 13th, 2012.
Filed under: Assuntos Gerais e Atualidades, Educação em Geral e Ensino Superior, Mundo social e político. Tagged as: , , .

Você gosta de encontrar um banheiro de uso público limpo e higienizado?
Todos gostam! Por isso, talvez poucas pessoas imaginem a motivação que tive para escrever esse texto, mas a resposta é simples: tenho reparado o quanto o Brasil é atrasado e descuidado com a higiene dos banheiros de uso comum.
Não estou sequer falando dos banheiros denominados públicos, que ficam em praças, nas ruas, ou em locais estratégicos onde se acumula normalmente grande número de pessoas, nem dos banheiros químicos (ou da falta deles) necessários em grandes eventos ao ar livre. Esses nem vou falar para não morrer de vergonha!
Como a maioria do público que acessa a internet e entrará no meu blog provavelmente não usa, normalmente, banheiros públicos, quero chamar a atenção para os banheiros dos cinemas, dos teatros e, em especial, dos grandes shoppings.
Quando viajo para fora do país, ultimamente, mais para os Estados Unidos, verifico que TODOS, praticamente todos os banheiros de uso comum, além de estarem limpos, com todo o material necessário, dispõe de protetor de assento.
Isso acontece desde os grandes e luxuosos hotéis e restaurantes, como nos locais de visitação pública e em todo tipo de comércio, inclusive em lojas e lanchonetes mais simples, cujos preços são bem baratos. É claro que deve haver exceção, mas esse foi um fato tão presente nas viagens que fizemos que, quando eu voltei ao Brasil acabei reparando mais nisso.
Não tive nenhuma surpresa ao perceber que isso não é comum aqui nem em aeroportos, nem em museus, ou outros locais de visitação.
Entretanto, sinceramente, fiquei perplexa ao visitar 3 dos mais luxuosos shoppings da cidade de São Paulo – esses cujos preços do metro quadrado das lojas estão entre os mais altos do mundo – com o luxo dos banheiros em geral, os pisos e paredes de mármore colorido, as louças finas de última geração, temporizadores nas torneiras e secadores de mão elétricos (tudo ecologicamente correto!).
O que mais os banheiros desses lugares tem em comum, além do luxo? Nenhum, mas nenhum deles tinha papel para proteger o assento do vaso sanitário (seja o protetor de papel descartável, ou aquele de plástico que envolve a tampa e troca sozinho quando acionamos o sensor!).
Cheguei a uma triste conclusão: os grandes donos de shoppings acham (e tem razão de achar já que não devem receber reclamações suficientes para tomar uma atitude) que onde existem as maiores e mais famosas grifes do mundo e circulam as beldades das classes A e A+, a infraestrutura precisa aparentar muito luxo, muita ostentação, mas…não ter muita higiene.
Afinal, deve sair muito caro para esses templos de consumo garantir que os vasos sanitários nos quais sentamos (em especial as mulheres por motivos óbvios) estejam higienicamente protegidos e evitem a transmissão de doenças.
Cada povo tem mesmo o banheiro que merece?

Deixe seu comentário!

This blog is protected by Dave\\\\\\\'s Spam Karma 2: 243908 Spams eaten and counting...